#NutaxNaB3 – Conheça nossa série de análises sobre a carga tributária de companhias de capital aberto

setembro 14, 2021

Nutax-Na-B3

#NutaxNaB3 é a nova série da Nutax onde traremos análises da carga tributária de companhias de capital aberto e transmitiremos conceitos importantes de gestão de impostos, a partir indicadores de performance que podemos encontrar nas demonstrações financeiras e demais relatórios publicados pelas maiores empresas do Brasil.

 

O sistema tributário impacta o empreendedorismo brasileiro de diversas formas. As empresas são afetadas na formação de seus preços, na definição de seus fornecedores, na sua cadeia logística, em seus resultados e em seus fluxos de caixa.

 

Nosso objetivo ao difundir esses dados e conceitos é trazer um pouco de clareza sobre o tema, e tentar com isso sensibilizar mais pessoas sobre a importância da gestão de tributos no Brasil. Não temos qualquer pretensão científica com este levantamento e nossa análise são objetivas, fundamentadas exclusivamente nos dados e informações constantes de documentos públicos.

 

A metodologia utilizada nesse levantamento consistiu em:

1 – As empresas foram definidas conforme o setor constante no site da B3, na data de 15 de setembro de 2021.

2 – Obtivemos as DFPs (Demonstrações Financeiras Padronizadas) a partir dos sites de Relações com Investidores das empresas. Utilizamos sempre a DFP publicada relativa ao último exercício encerrado.

3 – Levantamos os saldos de tributos a recuperar decorrentes da operação a partir dos dados dos balanços consolidados.

4 – Os saldos incluem os tributos sobre o consumo e os tributos sobre a renda.

5 – Algumas companhias incluem ainda nas contas de tributos a recuperar outros valores relacionados ao fluxo de caixa de impostos, tais como depósitos judiciais ou créditos decorrentes de ações judiciais. Esses saldos foram apresentados tais como divulgados, inclusive porque refletem igualmente a complexidade da gestão de tributos.

6 – Calculamos os valores de capital empregado de tributos subtraindo dos saldos de Tributos a Pagar os saldos de Tributos a Recuperar [Capital Empregado de Tributos = (Tributos a Pagar Ativo Circulante + Tributos a Pagar Ativo Não Circulante) – (Tributos a Recuperar Ativo Circulante + Tributos a Recuperar Ativo Não Circulante)]

7 – Calculamos o indicador de capital empregado como percentual da ROL: CWC/ROL = Capital Empregado de Tributos/Receita Orgânica Líquida.

8 – Não reportamos os tributos diferidos, porque não influenciarem diretamente nos fluxos de caixa do exercício.

 

Buscamos com isso colaborar com a cultura de gestão de impostos, no sonho de que quanto mais consciência pudermos provocar nos atores da sociedade, mais pessoas atuarão por um sistema tributário mais lógico e acolhedor para o empreendedorismo e, assim, para a sociedade como um todo.

R$ 20,8 bilhões de reais: esse é o valor de tributos que as empresas dos segmentos de alimentos processados reportaram em seus balanços.

Quer saber o que isso representa e conhecer mais detalhes sobre os resultados publicados de empresas como JBS3, BRF3 e outras?

 

Basta acompanhar  nosso blog e nossas redes sociais onde, semanalmente, traremos as análises deste levantamento inédito sobre a gestão tributária e fluxos de caixa realizado pelos experts em gestão de impostos da Nutax.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais conteúdos…